RSS
BEM-VINDO A COMPANHIA DA ARTE

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

OBRAS DO ESCULTOR HUMBERTO CARPINELLI

O escultor Humberto Carpinelli, nasceu na cidade de São Paulo/SP.   O renomado artista deixou um legado de obras por várias cidades do Brasil.  Na cidade do Rio Grande    o Monumento ao Brigadeiro José da Silva Paes,  obra inaugurada em 1939 e o Monumento a Marcílio Dias, obra inaugurada em 1940.

Monumento ao Brigadeiro José da Silva Paes - Localizado  na Praça Xavier Ferreira foi inaugurado em em 1939, em homenagem ao fundador da cidade do Rio Grande. Com uma coluna de pedra com 8 metros da altura o monumento reproduz a imagem do fundador em uniforme de gala  e ao lado a epopeia que se constituiu a fundação do Rio Grande de São Pedro representada por soldados, escravos, índios e obreiros brancos.


MONUMENTO A SILVA PAES

BRIGADEIRO JOSÉ DA SILVA PAES

EPÓPEIA DA FUNDAÇÃO DA CIDADE
EPOPEIA DA FUNDAÇÃO DA CIDADE

EPOPEIA DA FUNDAÇÃO 
Monumento ao Marinheiro Marcílio Dias, localizada na Praça da Bandeira.  A obra de Humberto Carpinelli foi inaugurada em 02 de março de 1939.  O monumento guarda, desde 11 de junho de 1960, os restos mortais de Dona Pulcena Dias mãe do herói marinheiro.  Marcílio Dias nasceu em Rio Grande na década de 40, do século XIX. Teve como trajetória de vida sua dedicação à Marinha do Brasil. Na Batalha do Riachuelo, Marcílio Dias  após derrotar alguns de forma heroica acaba por ser atingido e morto.  O monumento está representando o herói no momento da batalha, que determinou sua colocação no panteão dos grandes homens.  A escultura representa o marinheiro Marcílio Dias no momento de sua luta final, já ferido e esperando a morte.  Sua postura é de bravura, por permanecer em pé e não se ter entregar à derrota. Suas vestes reportam a uma farda militar, trazendo resquícios de desgaste e de superação de combate.

MONUMENTO MARCÍLIO DIAS

MARINHEIRO MARCÍLIO DIAS

PLACA INAUGURAL DO MONUMENTO

DETALHE DA ESCULTURA DE MARCÍLIO DIAS

DETALHE DA ESCULTURA DE MARCÍLIO DIAS

PLACA ALUSIVA DO TRANSLADO DOS RESTOS MORTAIS DE DONA PULCENA DIAS MÃES DO MARCÍLIO DIAS

PLACA EM HOMENAGEM DA MARINHA A DONA PULCENA

2 comentários:

Blogguinho disse...

Fiquei encantada em encontrar este blog. Humberto Carpinelli foi casado em segundas núpcias com minha mãe, portanto, era meu padrasto. Quando ele morreu todo o material de currículo que ele armazenou em sua vida foi "distribuído" entre seus ex-alunos porque seus filhos (os de sangue) não se interessaram e minha mãe não tinha como guardar as coisas.
Ele deixou uma obra em arte sepulcral imensa em cemitérios de São Paulo, tais como Araçá, São Paulo e mesmo Consolação. Gostaria de saber se posso colaborar com fotos dessas obras. Não as tenho comigo, mas posso ir aos cemitérios e fotografar.
Muito obrigada por sua pesquisa.
Adalgisa Cecília Polari

Blogguinho disse...

Informo também que não uso mais esse blog (Blogguinho), mas se quiser entrar em contato comigo meu e-mail é adapolari@gmail.com e meu nome no Facebook é Adalgisa Polari.

Postar um comentário